Modernismo em Portugal  escrito em sábado 21 julho 2007 16:45

Blog de premodernismoportugal :Pré-Modernismo em Portugal, Modernismo em Portugal

No início do Séc. XX, havia um sentimento geral de que não era mais possível renovar a arte tradicional. As escolas literárias repetiam suas fórmulas. A superficialidade convivia com a crença de que a evolução tudo comandava e pouco cabia ao homem nesse processo.

No entanto, um movimento forte e amplo - o Modernismo - viria dar fim a este marasmo e implantar o inconformismo.

Modernismo, não foi apenas produto de uma evolução estética: ele decorreu de todo um estado de espírito formado pela cultura da época e que repercutiria em todas as artes, integrando literatura, pintura, música arquitetura, cinema, etc. A primeira Guerra Mundial foi o grande divisor das águas...

Nesse contexto surgiram as vanguardas européias, que antecederam e originaram o Modernismo literário. Vanguarda vem do francês e significa extremidade dianteira dos exércitos em luta. E a literatura de vanguarda foi realmente combativa, polêmica, desbravadora e irreverente. Os vanguardistas da época valiam-se do deboche, da ironia e da luta verbal com o objetivo de substituir a arte passadista pela arte moderna.

permalink

As principais vanguardas européias foram:  escrito em sábado 21 julho 2007 16:53

Blog de premodernismoportugal :Pré-Modernismo em Portugal, As principais vanguardas européias foram:

a. Cubismo.

b. Futurismo.

c. Dadaísmo.

d. Surrealismo.

Todas essas vanguardas tiveram um caráter agressivo, experimental, demolidor e inovador. Combatiam o racionalismo e o objetivismo das teorias científicas do Realismo/Naturalismo/Parnasianismo e pregavam o irracionalismo. Com isso, buscavam uma compressão mais subjetiva do homem, voltada mais para seu interior que para seu exterior.

De 1940 a nossos dias, o Modernismo português desenvolveu várias tendências; Neo- Realismo. Ecletismo, Humanismo dramático, Realismo contraditório e Experimentalismo polivalente.

permalink

Características:  escrito em sábado 21 julho 2007 16:56

Blog de premodernismoportugal :Pré-Modernismo em Portugal, Características:

A) atitude irreverente em relação aos padrões estabelecidos;

B) reação contra o passado, o clássico e o estático;

C) temática mais particular, individual e não tanto universal e genérica;

D) preferência pelo dinamismo e velocidade vitais;

E) busca do imprevisível e insólito

F) abstenção do sentimentalismo fácil e falso;

G) comunicação direta das idéias: linguagem cotidiana.

H) esforço de originalidade e autenticidade;

I) interesse pela vida interior (estados de alma, espírito..)

J) aparente hermetismo, expressão indireta pela sugestão e associação verbal em vez de absoluta clareza.

K) valorização do prosaico e bom humor;

L) liberdade forma: verso livre, ritmo livre, sem rima, sem estrofação preestabelecida.

permalink

Principais representantes :  escrito em sábado 21 julho 2007 17:00

Três grandes gerações de autores:

1ª geração - o Orfismo : Fernando Pessoa, Mário de Sá Carneiro, Almada Negreiros e outros;

2ª geração - o Presencismo: José Régio, João Gaspar Simões, Branquinho da Fonseca e outros;

3ª geração - o Neo-Realismo: Alves Redol, Ferreira de Castro, Jorge de Sena e outros.

permalink

O Modernismo em Portugal  escrito em sábado 21 julho 2007 17:02

Blog de premodernismoportugal :Pré-Modernismo em Portugal, O Modernismo em Portugal

O início do Modernismo Português ocorreu em um momento em que o panorama mundial estava muito conturbado. Além da Revolução Russa, de 1917, no ano de 1914 eclodiu a Primeira Guerra Mundial.

Em Portugal esse período foi difícil, porque, com a guerra, estavam em jogo as colônias africanas que já vinham sendo cobiçadas pelas grandes potências desde o final do século XIX. Aliado a isso, em 1911, foi eleito o primeiro presidente da República.

O marco inicial do Modernismo em Portugal foi a publicação da revista Orpheu, em 1915, influenciada pelas grandes correntes estéticas européias, como o Futurismo, o Expressionismo etc., reunindo Fernando Pessoa, Mário de Sá Carneiro e Almada Negreiros, entre outros.

A sociedade portuguesa vivia uma situação de crise aguda e de desagregação de valores. Os modernistas portugueses respondem a esse momento, sacudindo o acanhado meio cultural português, entregando-se à vertigem das sensações da vida moderna, da velocidade, da técnica, das máquinas. Era preciso esquecer o passado, comprometer-se com a nova realidade e interpretá-la cada um a seu modo. Nas páginas da revista Orpheu, essa geração publicou uma poesia complexa, de difícil acesso, que causou o maior escândalo na época. Mas Orpheu tem curta duração - apenas mais um número é publicado - e sai fora de cena.

São características de estilo desse movimento o rompimento com o passado, o caráter anárquico, o sentido demolidor e irreverente, o nacionalismo com múltiplas facetas: o nacionalismo crítico, que retoma o nacionalismo em uma postura crítica, irônica e questiona a situação social e cultural do país, e o nacionalismo ufanista (conservador), ligado principalmente às posturas da extrema direita, grupo verde-amarelo, Plínio Salgado, que mais tarde viria a ser o integralismo.

permalink
|

Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para premodernismoportugal

Precisa estar conectado para adicionar premodernismoportugal para os seus amigos

 
Criar um blog